Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Você quer pagar menos pelo seguro de carro?

Encontre seguros de carros mais baratos com o site de cotação de seguro automóvel:  SeguroParaCarro
Possuir e manter um automóvel geram custos elevados.  Para os jovens a situação é mais difícil, além das despesas com autoescola para passar na prova de habilitação no trânsito para ter a CNH Carteira Nacional de Habilitação, e até mesmo a compra de um veículo, há uma série de outros gastos: impostos, combustível, manutenção e, o fator principal o seguro de Automóvel.
Os seguros de carros são importantes nesta lista de despesas com o veículo.
Além disso, para circular com seu carro, deverá regularizá-lo a partir de uma taxa de licenciamento e IPVA (Imposto sobre a Propriedade de Veículos Automotores, que é um imposto estadual com o objetivo de arrecadar dinheiro sobre os automóveis das pessoas, independe de qual tipo de veículo).

Deve -se pagar também o seguro obrigatório para circular em vias terrestres nacionais contra Danos Pessoais causados por Veículos Automotores de via Terrestre (DPVAT).
Somam-se vários gastos e quanto mais você possa reduzi-los, melhor para o seu orçamento.

Então, diante de todos estes gastos, avalie a possibilidade de contratar um seguro mais barato para o seu veículo, através das cotações oferecidas pela Claro corretora de seguros de São Paulo.

Representamos as maiores seguradoras de veículos do Brasil e do mundo, para que você Simule e contrate um seguro auto mais barato em São Paulo.

Receba uma simulação de seguro auto das seguintes Cias. de Seguros:

Sompo, Zurich Seguros, Tókio Marine, Mapfre BB Banco do Brasil, Allianz,  Liberty,  HDI Seguros,  Yasuda Marítima,  SulAmérica, Generali, Itaú, Porto Seguro, Azul Seguros, Bradesco,  Chubb; e outras conceituadas seguradoras de Veículos.

bt-cotacao-solicitar-preco-seguro

 

 

 

Índice de sinistralidade

Nas seguradoras os automóveis são classificados por grupos de risco, quanto à dificuldade de reparo, potência  do motor, desempenho, e a probabilidade de roubo/furto;entre outras características. Quanto maior o índice de sinistralidade deste veículo, seja por colisão, roubo e/ou furto, maior serão os preços de seguros de carros. Isso porque as seguradoras operam com base nesses índices, entendendo que se este veículo possui altas dificuldades na reposição de peças, ou seja: a escassez  de peças de um determinado modelo de veículo faz com que aumente a quantidade de roubos e furtos para a alimentação do mercado paralelo, mais conhecidos como desmanches ilegais.

Sendo assim, será mais barato fazer um seguro auto dos automóveis com menores índices de sinistralidades. Portanto antes de escolher o carro que se deseja  comprar, faça a cotação do seguro.
Para mais informações sobre os grupos de carros e orientações a respeito, consulte nossos corretores de seguros de carros.

Modificações sobre os originais de fábrica
É importante ter em conta que se você modificou o seu veículo,e se essas alterações comprometerem a segurança e o seu desempenho, isso influenciará diretamente no preço do seguro. Nesse caso, as seguradoras associam os proprietários de veículos modificados como mais propensos a acidentes e, portanto, a acionar o seguro com maior frequência. Algumas seguradoras nem mesmo aceitam o seguro de veículos modificados.
Assim, se o objetivo é conseguir contratar um seguro barato, a recomendação é evitar esse tipo de modificação.
Por outro lado, se as alterações realizadas visam à segurança do automóvel, as seguradoras observam estas alterações positivamente, como por exemplo a instalação de rastreadores por consequência reduzem os riscos de acionar o seguro, desta forma oferecem descontos no preços das apólices.
Controle sobre a quilometragem
Quanto maior a distância da sua casa até o seu local de trabalho, ou se você faz uso do carro para visitar clientes e fornecedores, maior também será o preço do seguro. A probabilidade de que você se envolva num acidente são maiores, portanto, maior sera o preço do seguro.

Garagem 
O lugar onde você deixa o seu carro durante o dia e a noite também influencia no valor do seguro. Não estacionar seu automóvel em locais seguros, como possuir garagem na residência e no local de trabalho, além de arriscado pode aumentar o preço do seu seguro.
Por essa razão, quem tem um lugar seguro e de preferência trancado, onde possa deixar seu carro protegido paga menos pelo seguro.

Utilize nosso site de comparação de seguros de carros

Através do nosso site: SeguroParaCarro  você mesmo faz cotação do seguro e conhece as garantias e os benefícios do seguros de carros entre as principais empresas do mercado. Compara preços e coberturas com facilidade, comodidade e rapidez.
Além disso, é possível contratar o seguro seguro online.

Seguro de carros

Como funciona o seguro de carros

Contratar o seguro para o seu automóvel é um assunto para ser levado muito a sério. Entre os inúmeros aspectos que deverão ser analisados, o preço da apólice costuma ser motivo de preocupação. Portanto, vamos ajudá-lo a fazer a escolha certa.

Confira as 10 dicas para gastar menos com o seguro de carros

Passos para fazer a sua cotação de seguro auto

1. Procure um corretor da Claro Corretora de Seguros de São Paulo.
“Esse profissional está apto a orienta -lo melhor com relação aos direitos e às obrigações do contrato de seguro”

2. Solicite orçamento ao corretor de seguros em pelo menos três seguradoras
“O ideal é ter um comparativo de preços de seguro em pelo menos três Cias de Seguro.

3. Seja verdadeiro ao fornecer dados pessoais e do veículo
Nem pense em omitir informações; as respostas ao questionário de avaliação de risco devem ser levadas a sério, a seguradora investiga.

4. Seguros com condutores entre 18 à 25 anos são mais caros.
Os jovens  geralmente têm a vida mais agitada e são mais imprudentes.

5. O preço do seguro fica mais barato para os casados.
Os casados são considerados mais prudentes.

6. Seguros para mulheres é mais barato.
“Estatísticas apontam que as mulheres se envolvem em mais acidentes do que os homens, mas, no nosso caso, as batidas são menos violentas. Consequência: reparos mais simples nas oficinas.”

7. Carros com sistema antifurto são garantia de cautela
Tem seguradora que até incentiva o cliente a instalar esses equipamentos em troca de desconto. Para carros luxuosos, é pré-requisito.

8. Se você não tem garagem em casa nem no trabalho, certamente vai pagar mais.
E a apólice é ainda mais cara para quem enfrenta longas distâncias diariamente.

9. Veículo com mais de 10 anos de uso certamente terá seguro caro.
Se não estiver em bom estado, pode até ser recusado.

10. Pense bem antes de comprar carros que já saíram de linha.
As peças são mais raras no mercado e o preço para segurar esses veículos são maiores.
bt-cotacao-solicitar-preco-seguro

 

 

Emissão da apólice do seguro

A proposta de seguro é um documento estabelecido antes da contratação definitiva do seguro de carro e a apólice de seguro é o documento emitido pela seguradora após a contratação que estabelece e formaliza os termos do contrato de seguro.

Na proposta o segurado, através do seu corretor de seguros envia à seguradora uma solicitação para que a Companhia de Seguros assuma o risco de cobertura de um bem. A seguradora aceitando o risco proposto pelo segurado e envia os dados e termos do seguro de carro com a emissão da apólice de seguro.

Quem nunca se arrependeu na hora de um sinistro não ter um seguro de carros?

Isso acontece quase todos os dias pelo nosso país. Apenas 20% do carros no Brasil estão com o seguro auto ativo. Não seja mais uma dessas vítimas, faça o seu seguro.

A perda total é uma avaria tão grave que impede que o automóvel volte a ser conduzido e ocorre quando há uma destruição de ao menos 75% do valor do carro. Se este tipo de avaria ocorrer, o segurado terá direito a receber a indenização do valor total do veículo. Também será o caso de indenização integral quando o veículo for furtado ou roubado.

O prazo para a seguradora de carros indenizar o consumidor na hipótese de perda total é de 30 dias após ter sido entregue toda a documentação exigida na liquidação de sinistros da companhia de seguro de carros.

É importante ficar atento, pois o prazo começa a contar desde o dia em que todos os documentos exigidos são entregues e não desde a data do sinistro com o automóvel. Assim, é importante entregar toda a documentação o mais rápido possível, somente desta maneira o segurado garantirá que o pagamento da indenização ocorra rapidamente.

 

Você está querendo renovar o seu seguro de carros e achou preço alto?  Temos um simulador de seguros online onde você com poucos dados consegue receber a cotação de várias seguradoras e comparar custos e benefícios. Assim você pode escolher o melhor seguro auto com menor preço.

Como estabelece a SUSEP (Superintendência de Seguros Privados que regula o mercado segurador), além das informações previstas em normativos específicos estabelecidos pelas seguradoras, a proposta e a apólice do seguro de carros deve conter obrigatoriamente os seguintes dados: a identificação do bem segurado; o valor atribuído ao bem, caso o contrato tenha sido firmado na modalidade de seguro “Valor Determinado”; a indicação da tabela de referência e da tabela substituta, bem como seus respectivos meios de publicação caso o contrato tenha sido firmado na modalidade de seguro “Valor de Mercado Referenciado”; a indicação do fator de ajuste, estabelecido em um percentual a ser utilizado (seja ele positivo ou negativo); os prêmios discriminados por cobertura; os limites de indenização por cobertura; as franquias aplicáveis; o bônus, se houver; e as respostas ao questionário de avaliação de risco.

Estas regras da SUSEP visam que as propostas e as apólices contenham todas as informações relevantes para que o contrato de seguros tenha eficácia. Dessa maneira, o consumidor garante que na hipótese de um sinistro terá em mãos os documentos e informações necessárias,

Desmanche legal cria um novo nicho

Lei que regulariza desmonte de veículos pode reduzir roubos e abrir espaço para o seguro popular, com uso de peças recondicionadas

De 2010 a 2014, uma média de 420 mil veículos foram furtados ou roubados, anualmente, no Brasil. O número equivale a 1.150 automóveis por dia, ou 48 por hora, a cada ano. Na média anual, apenas 210 mil veículos foram recuperados e devolvidos aos seus proprietários. A localização exata desse imenso contingente que supera a marca de 1 milhão, o equivalente à frota de Curitiba, é desconhecida, mas o paradeiro, na grande maioria dos casos, está na ponta da língua dos especialistas: os desmanches clandestinos.

Essas “oficinas” especializadas na desmontagem dos veículos e na posterior comercialização das peças no mercado negro proliferam no Brasil e são o grande chamariz das quadrilhas especializadas, que, em 2014, ajudaram a turbinar as estatísticas desses ilícitos. Apenas no ano passado, segundo dados da Confederação Nacional das Empresas de Seguros Gerais, Previdência Privada e Vida, Saúde Suplementar e Capitalização (CNseg), foram 516.084 veículos roubados no Brasil, um crescimento de 10% ante os 469.106 do ano anterior. Um problema que reflete diretamente nos índices de sinistralidade das seguradoras (superior a 60% na média dos últimos cinco anos), nos desembolsos com indenizações e no valor de seguro mais salgado para os motoristas.

Dos veículos roubados em 2014, apenas 273.832 foram recuperados, ou 53% do total..

Para isso, a Superintendência de Seguros Privados (Susep) publicou uma circular autorizando o desenvolvimento do chamado “seguro popular”, mais barato, com foco em carros populares, cujo objetivo principal é amparar um grande contingente de motoristas que hoje não possuem proteção para seus veículos.

“O seguro ainda não cabe em muitos orçamentos. Com o seguro popular, a tendência é oferecer um custo de reparo menor e inserir novos consumidores no mercado de seguros”

Ainda que historicamente haja um descolamento dos gráficos de desempenho da indústria automobilística e do mercado de seguros, o mau desempenho da primeira exerce influência no ritmo de crescimento do segundo.

 

Com tantos desafios, as seguradoras apostam na criatividade, ofertando novos produtos, criando seguros voltados a nichos específicos, inovando nas coberturas, oferecendo descontos para os “bons riscos” e investindo na melhoria contínua dos serviços e assistências.

Na Porto Seguro, líder no mercado com 5 milhões de veículos segurados e avanço de 12% em prêmios de seguros em 2014, a aposta é cada vez mais na segmentação de perfis, com coberturas desenhadas para suas diferentes necessidades. Depois de lançar um produto específico para mulheres (com coberturas até para a cadeirinha do bebê), a empresa lançou, no ano passado, o Auto Jovem, voltado a um público de 18 a 24 anos, considerado de alto risco por se envolver em acidentes com mais frequência – tradicionalmente são também os que pagam mais caro pela proteção.

O Auto Jovem oferece até aulas de educação no trânsito, aponta os perigos de dirigir embriagado, e inclui simulações no Autódromo de Interlagos, em São Paulo. Um dispositivo instalado no veículo do cliente fornece à seguradora informações sobre os horários em que esse jovem dirige, os locais que frequenta, os limites de velocidade. “Se extrapolar os limites, dirigir a 120 km/h ou andar em zigue-zague, o dispositivo identifica isso e o segurado perde os descontos. Se dirigir de maneira moderada, ganha descontos que podem chegar a 30% do preço padrão”,

bt-cotacao-solicitar-preco-seguro

×

olá!

clique em um dos nossos representantes abaixo para conversar no WhatsApp ou envie-nos um email para corretora@claroseguros.com.br

× Como posso te ajudar?