Oops! It appears that you have disabled your Javascript. In order for you to see this page as it is meant to appear, we ask that you please re-enable your Javascript!

Indústria de seguros gasta 10 vezes mais com reparação que prevenção de riscos climáticos

Claro, é Seguro!

Indústria de seguros gasta 10 vezes mais com reparação que prevenção de riscos climáticos

10 de setembro de 2014 Notícias 0

Indústria de seguros gasta 10 vezes mais com reparação que prevenção de riscos climáticos

Geneva Association divulga o resumo da Assembleia anual de 2014, realizada em Toronto, no Canada

A Geneva Association, entidade de referência em pesquisas sobre gerenciamento de riscos e interfaces do seguro em diversos seegmento, acaba de divulgar o resumo da Assembleia anual de 2014, realizada em Toronto, no Canada. O evento, o mais importante da instituição, contou com os principais CEOs de empresas da indústria mundial de seguros, além de técnicos de diversos governos, que tiveram a oportunidade de conhecer aprofundadamente os resultados das pesquisas e abrirem novas linhas de análises e discussões. Uma eficiente regulação do capital, gerenciamento de risco de catástrofes e investimentos de longo prazo em infraestrutura foram alguns dos temas debatidos.

O painél sobre eventos extremos e os riscos climáticos foi comandado pelo presidente da AXIS Capital Holdings, Michael Butt, e contou com a participação do ex-vice-presidente americano Al Gore. No documento divulgado sobre a Assembleia, no capítulo referente ao tema, a Geneva Association informa acreditar que a indústria do seguro pode e deve ser a catalisadora das ações de combate aos riscos climáticos, defendendo e disseminando informações sobre o assunto, tanto internamente, como para outras indústrias.

O documento também alerta que, em relação aos riscos climáticos, o foco deve ser na prevenção, e não na reparação, afirmando que apenas 1 dólar é gasto em prevenção de riscos para cada 10 dólares em reparações e coberturas, quando deveria ser o oposto.

Citando o nosso País, o relatório afirma ser interessante notar que, de acordo com recente estudo da Munich Re e da Universidade de Würzbung, os melhores resultados de minimização de perdas por meio de coberturas adicionais de seguros têm sido obtidos em países com média penetração do seguro, como China, Tailândia e Brasil. Fonte: Segs.