EUA dizem que furtos a carro com controle remoto estão aumentando

Claro, é Seguro!

EUA dizem que furtos a carro com controle remoto estão aumentando

27 de agosto de 2014 Notícias 0
Ladrões aparentemente carregam dispositivo

Ladrões aparentemente carregam dispositivo que copia código do controle remoto dos carros (Foto: Marcelo Brandt/G1

EUA dizem que furtos a carro com controle remoto estão aumentando

 

Ladrões conseguem ‘copiar’ código para abrir a porta dos veículos.
No país, US$ 1 milhão em objetos são levados de carros ao ano.

Seguradoras dos Estados Unidos alertaram na última quarta-feira (6) o para o aumento de furtos de carros com controle remoto no país. Aparentemente, ladrões carregam um dispositivo que copia o código do controle para abrir a porta dos carros sem precisar arrombá-los e pegar objetos sem despertar desconfiança.

O National Insurance Crime Bureau, agência que monitora fraudes de seguro, a mando das companhias, não deu números, mas informou que houve casos na Califórnia e em Illinois, entre outros estados.

Segundo a ONG, especialistas em segurança já detectaram uma série de brechas no sistema de transmissão de código do controle remoto dos carros para a trava elétrica. Em tese, o sistema deveria emitir um código único e criptografado a cada vez que o controle fosse apertado para travar ou destravar as portas.

A revista americana “Wired” publicou recentemente um vídeo em que mostra um hacker abrindo um carro à distância com equipamentos que custam US$ 1 mil, montados na casa do especialista . Segundo ele, o sistema consegue funcionar em veículos de diversas marcas.

Já houve outras demonstrações de invasão de carros por “roubo” do código, mas até então elas envolviam uma estrutura mais complexa, e não equipamentos portáteis, como parece acontecer atualmente.

Especialistas em segurança continuam alertando para a dependência cada vez maior de códigos de computadores para acionamento de funções dos carros. Por ora, não foi reportada invasão do sistema que liga carros sem chave (keyless), recurso presente em modelos mais caros e modernos.

Os furtos por arrombamento continuam sendo a maioria, segundo o NICB. E um terço dos carros invadidos foram deixados destrancados pelos seus donos.

Fonte: Auto Esporte