Países emergentes lideram intenção de compra de automóveis

Países emergentes lideram intenção de compra de automóveis

Pesquisa da Nielsen mostra que 75% dos consumidores da América Latina, Oriente Médio e África pretendem comprar um veículo. Modelos zero quilômetro são preferência

Por Luisa Medeiros, do Mundo do Marketing

As novas políticas de preço praticadas pela indústria automobilística e de crédito no mercado permitiram que mais pessoas comprassem seu primeiro carro. Dos 30 mil entrevistados pela pesquisa “Garanta hoje os compradores de automóveis de amanhã”, da Nielsen, 65% afirmaram que pretendem comprar um veículo nos próximos dois anos.

O levantamento foi realizado em 60 países com foco nos futuros compradores de automóveis para compreender os fatores emocionais e financeiros envolvidos na compra. Lideram as intenções de compra os países emergentes e em franco desenvolvimento. Na América Latina, Oriente Médio e África 75% dos respondentes deve adquirir um carro nos próximos dois anos. Metade dos Europeus e 56% dos Norte Americanos também pretendem comprar um veículo no período.

As expectativas dos consumidores mudam também em relação ao tipo de automóvel pretendido, se novo ou usado. A região com maior intenção de compra de modelos novos é a Ásia-Pacífico, com 65% contra 7% que pretendem adquirir carros usados. Os demais não pretendem comprar o produto. Já na Europa os veículos de segunda mão lideram com 28% da preferência, contra os 22% que devem optar por modelos zero quilômetro. Na América Latina e na América do Norte, os carros novos lideram a preferência com pouca diferença.

Os resultados identificaram que os homens ainda são os principais compradores na maioria dos mercados, exceto no Brasil, onde ambos os sexos tem o mesmo potencial para a compra. Na América Latina como um todo, a realidade é bem parecida: 51% dos novos proprietários de automóveis devem ser homens e 49% mulheres. A Índia é o país onde a diferença é mais acentuada. Por lá, 82% das compras devem ser realizadas por homens e apenas 19% por mulheres.
Veja a pesquisa completa no Mundo do Marketing Inteligência, conteúdo exclusivo para assinantes.